(11) 3892 2091
receita de waffle de batata doce

Quando procuramos receitas de bolos na internet, invariavelmente encontramos formulações que levam bicarbonato de sódio ou fermento químico para fazer a massa crescer. O mesmo ocorre com massa de acarajé, falafel, entre outros. Waffle não foge à regra, mas podemos ter certeza que todos eles eram (e ainda são em parte) feitos em um processo mais demorado, complexo e sofisticado que conta com a fermentação. Afinal, produtos químicos fazem parte do nosso mundo moderno.

Todo fermentado precisa de microrganismos para iniciar o processo, e neste caso decidimos fazer um levain de fubá como agente que fará a mágica microbiológica desta e diversas outras variações possíveis sobre o mesmo tema.

Vamos à receita:

Levain de fubá:

300g de fubá (aproximadamente 2,5 xicaras)
400ml de água

Misturar bem os dois ingredientes, colocar em um pote de vidro e aguardar de um a dois dias, fora da geladeira, até que comece a iniciar atividade microbiológica (você irá notar bolar de gás carbônico se formando e o aroma azedo característico). Seu levain de fubá está pronto e pode ser conservado em geladeira até duas semanas fechado.

Waffle:

500g levain de fubá
2 ovos
1 xícara de óleo
250g de batata doce (utilizamos a roxa e você pode substituir pela amarela, branca, inhame, cará, cenoura ou qualquer outra raiz ou tubérculo que desejar)
10g de sal (aproximadamente 2 colheres de chá)

Bata no liquidificador todos ingredientes menos o levain. Misture a pasta colorida ao levain de fubá e deixe fermentar de 8 a 24 horas.

Faça waffles normalmente. Se você não tem uma máquina de waffles (este luxo desnecessário na vida de uma pessoa) você pode fazer em uma frigideira como se fosse uma panqueca ou omelete. Pode também assar em formas de cupcake ou utilizando folhas de bananeira ou outra que seja resistente ao calor.

O waffle fica incrível com mel ou, numa versão salgada, com vegetais fermentados.

Boas experiências!

17 comment on “receita de waffle de batata doce”

    1. Comment author Fernando Goldenstein Carvalhaes,

      Oi Renato, o pão convencional contém glúten que permite que a massa tenha estrutura a retenha os gases da fermentação fazendo o pão crescer. No caso do fubá, isso não acontece então resultará em um pão mais denso. O que você pode fazer são bolinhos menores e panquecas, aí funciona super bem!

      1. Renato Ranzini Rodrigues,

        Ok, na verdade a minha pergunta foi mal feita… Quis dizer se este fermento de fubá poderia ser usado em um pão de trigo integral, por exemplo.

        Renato

        1. Comment author Fernando Goldenstein Carvalhaes,

          Não testamos!
          Imagino que sejam colônias diferentes, e a que cresce com facilidade no milho talvez encontre dificuldade no trigo.

          1. Renato Ranzini Rodrigues,

            Certo. Bom, um dia testo e posto o resultado aqui.

          2. Renato Ranzini Rodrigues,

            Bom dia,

            Aproveitando o canal, desviando um pouco do assunto, existe alguma forma de fazer o levain a partir da farinha de trigo sem descartar metade da massa a cada alimentação? Nunca tentei, já vi várias receitas, mas ainda não fiz pois acho desperdício…

            Atenciosamente,

            Renato

          3. Comment author Fernando Goldenstein Carvalhaes,

            Nós nunca descartamos. O problema é que se você coloca muito, a fermentação não será vigorosa.

          4. Renato Ranzini Rodrigues,

            Ok,

            Qual seria a receita que usam para o levain de trigo, para pão??? Haveria possibilidade de enviar para meu e-mail (ranzrod@hotmail.com)?

            Nós nunca descartamos. O problema é que se você coloca muito, a fermentação não será vigorosa.

            Bom dia,

            Aproveitando o canal, desviando um pouco do assunto, existe alguma forma de fazer o levain a partir da farinha de trigo sem descartar metade da massa a cada alimentação? Nunca tentei, já vi várias receitas, mas ainda não fiz pois acho desperdício…

            Atenciosamente,

            Renato

        2. Comment author Fernando Goldenstein Carvalhaes,

          Nós fazemos do zero a partir da mistura de farinha e caldo de cana, ou farinha e mel, ou outros que ensinamos no curso.
          Vendemos também o levain desidratado se desejar.

          Abraços

      2. Fabi,

        ola! Nesse caso o psyllium misturado em água quente daria a estrutura de glúten para um pão?

        gostaria de saber se o fubá pode ser substituído por outras farinha, se sim quais

        Nao sabia que a fermentação poderia ser feita cm ovos e temperos,!
        obrigada!

  1. Mirella,

    Olá, Tive duas dúvidas, a batata doce é crua ou cozida? E a segunda fermentação é fora da geladeira? Obrigada!

    1. Comment author Fernando Goldenstein Carvalhaes,

      Oi!

      A batata é crua para fermentação. A segunda fermentação também é fora da geladeira. Na geladeira os processos metabolicos cessam, e não há fermentação…

  2. Fabi,

    ola! Nesse caso o psyllium misturado em água quente daria a estrutura de glúten para um pão?

    gostaria de saber se o fubá pode ser substituído por outras farinha, se sim quais

    Nao sabia que a fermentação poderia ser feita cm ovos e temperos,!
    obrigada!

    1. Comment author Fernando Goldenstein Carvalhaes,

      não sabemos sobre o psyllium, faça o teste e nos conte por favor!
      pode sim substituir por qualquer outra. já fizemos com farinha de quinoa, de grão de bico, de berinjela, fica incrível.
      Sobre o ovo, pesquise sobre ovo milenar 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Companhia dos Fermentados | Resgatando a cultura da fermentação